Creme de Couve Flor com Caril e Leite de Coco (receita em video)


Nos dias frios não há nada mais reconfortante do que uma sopa quente. Confesso que apesar de comer sopa com regularidade, não sou a sua maior apreciadora... Mas quando eu era miúda, em casa dos meus pais, comia-se sopa todos os dias, ao almoço e ao jantar. Talvez por isso as minhas sopas de eleição sejam sempre sopas cremosas em vez de sopas “atulhadas”... e nem pensar em colocar massa ou arroz na sopa que eu não gosto mesmo nada, com excepção para a sopa de grão de bico com massinhas da minha avó...
Cá em casa o meu rapazinho mais velho não passa sem sopa, e o mais novo só gosta de comer sopa em casa da avó!E hoje há uma sopa cremosa de couve flor, com caril e leite de coco, que costuma ser muito apreciada por aqui.




Bom Apetite!

Camarões Salteados com Bacon e Cogumelos e Puré de Abóbora


Numa altura em que abundam as abóboras cá em casa - praticamente todas as semanas vem uma abóbora butternut no cabaz de legumes - há que inventar maneiras de as utilizar. Nas sopas, bolos, mas não só! Depois de assada - costumo assar inteira e tirar a casca - fica com um sabor ainda mais adocicado e nós cá em casa ainda gostamos mais. É deliciosa comida em puré, para fazer sopa de abóbora assada, em cubos a acompanhar pratos de carne....
A combinação de abóbora e camarão é também muito boa, e foi por isso, que numa destas nossas refeições da semana, e em pouco tempo preparei uns camarões salteados acompanhados de puré de abóbora. Só um pequeno truque: assar a abóbora num dia em que se ligue o forno, tirar a casca depois de fria e congelar. E assim há abóbora assada há mão para emergências. Foi o caso. E é também uma forma de comermos mais legumes.

Ingredientes para 2 pessoas:

250g de miolo de camarão miúdo
300g de cogumelos brancos
50g de bacon ou chouriço
2 dentes de alho
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Para o puré de abóbora:
300g de abóbora butternut assada
2 colheres de sopa bem cheias de leite de coco - parte sólida da lata
queijo da ilha q.b.

Preparação:

Descasque os dentes de alho e lamine-os. Lamine também os cogumelos e corte o bacon em cubinhos.
Leve uma frigideira ao lume com um fio de azeite e junte o bacon deixando-o começar a fritar. Junte depois os cogumelos laminados e os dentes de alho e envolva bem. Acrescente depois o miolo de camarão, tempere de sal e pimenta e deixe cozinhar até que os camarões fiquem rosados e os cogumelos macios.
Entretanto coloque o puré de abóbora num tacho juntamente com o leite de coco e leve ao lume, mexendo sempre, até que fique uma mistura cremosa. Tempere se quiser com um apitada de pimenta.
Divida o puré de abóbora pelos pratos e por cima coloque queijo da ilha ralado na hora. Ao lado coloque o salteado de camarão e cogumelos. Acompanhe com brócolos.


Bom Apetite! 

Osso Buco Com Tomate e Aromáticas


Há imenso tempo que não fazia osso buco. Principalmente porque nem sempre encontro à venda, e até porque associo mais a uma comida de inverno - assim como uma sopa de rabo de boi, por exemplo!
Ainda antes da miúda nascer, numa das minhas últimas idas às compras, havia osso buco no local onde habitualmente compro a carne, e trouxe, sabendo bem que só iria o iria cozinhar depois dela nascer. E assim foi. Os dias ainda estão frios e ideais para este género de comida que não dá muito trabalho, quase que se cozinha sozinha, mas que precisa de tempo e lume brando...
E assim, num dia frio de Fevereiro, lá saiu um osso buco que estava maravilhoso.
Se nunca experimentaram, e se encontrarem, atrevam-se a experimentar!
E agora, vamos lá começar a semana.

Ingredientes para 4 pessoas:

1,5kg de osso buco (corte de carne de vaca, da perna, com osso e o tutano - 4 pedaços)
1 lata pequena de tomate pelado
2 cebolas pequenas
3 dentes de alho
200ml de vinho branco
sal e pimenta q.b.
1 raminho de tomilho
1 raminho de alecrim
2 folhas de louro
1 raminho de salsa
azeite q.b.

Preparação:

Descasque e pique as cebolas e os dentes de alho. Reserve. Pique também o tomate e reserve também.
Leve ao lume um tacho largo com um fundo de azeite e deixe aquecer bem. Aloure o osso buco de ambos os lados. Acrescente depois a cebola e o alho picados, o tomate, o louro, o tomilho, o alecrim, o vinho branco e tempere de sal e pimenta. Mexa ou agite o tacho, deixe levantar fervura e reduza depois o lume para o mínimo. Tape e deixe cozinhar cerca de 2h, 2h30, até a carne estar muito macia, quase a desfazer-se e a separar-se do osso.
Sirva polvilhado com salsa picada e acompanhe com puré de batata ou de abóbora ou esparguete.


Bom Apetite!

Grão de Bico, Atum e Batata Doce


Não quero parecer maçadora, mas neste momento tudo gira à volta da Maria Benedita, do Zé e do António e de nos adaptarmos uns aos outros. Já conseguimos ter uma “rotina”, embora existam uns dias mais fáceis do que outros.
No meio disto tem de existir tempo para as outras coisas, claro, como a organização e o planeamento doméstico... Mas basicamente a minha vida tem sido filhos e casa, com uns minutinhos para ir tratando de coisas urgentes e necessárias. 
No meio disto, com a arca congeladora quase vazia das refeições que deixei preparadas, já começo a sentir mais disponibilidade para cozinhar e ir fazendo algumas coisas. Desta vez um clássico com alimentos disponíveis em casa: grão de bico, atum, tomate pelado, batata doce, cenoura e ovos... Uma refeição completa e bastante rápida de preparar. Para ir variando!

Ingredientes para 2 adultos e 2 crianças:

200g de grão de bico cozido (usei cozido em casa, mas o equivalente a uma lata das pequenas)
2 latas de atum em azeite
2 cenouras pequenas
2 batatas doce médias
azeitonas q.b.
1 cebola
1 folha de louro
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.
1 pitada de cominhos
1 lata pequena de tomate pelado
4 ovos

Preparação:

Descasque as batatas doce e corte-as em cubos não muito grandes. Descasque também as cenouras e corte-as em cubos do mesmo tamanho que as batatas. Coloque a batata e a cenoura num tacho com água, assim como os ovos, tempere de sal e leve a cozer cerca de 10 minutos depois de levantarem fervura.
Entretanto pique a cebola e leve-a a refogar com um pouco de azeite e a folha de louro. Acrescente o grão de bico escorrido e o tomate pelado - sem molho - e cortado em pedacinhos. Junte também os cominhos e tempere de sal e pimenta, deixando refogar um pouco.
Escorra depois o atum e junte-o ao tacho com o grão de bico envolvendo bem.
Assim que as batatas e a cenoura estiverem cozinhadas escorra bem e junte-as também ao preparado anterior.
Coloque os ovos em água fria e deixe arrefecer. Descasque-os e corte dois em pedacinhos pequenos e envolva com os restantes ingredientes. 
Coloque a mistura no prato de servir e decore com os restantes ovos cortados em quartos e com as azeitonas.


Bom Apetite!

Salada de Batata Doce e Queijo Feta (receita em video)


Apesar de poder não ser tempo de saladas, esta é uma versão para dias mais frios, com batata doce assada no forno, queijo, e tomate e um molho leve de azeite e vinagre. Pode servir de acompanhamento, mas nos dias em que estou sozinha para almoçar, juntamente com um ovo escalfado ou estrelado, serve de refeição principal, e sabe-me muito bem. É uma daquelas minhas refeições, sem carne nem peixe que tanto aprecio. Normalmente aproveito ter de fazer outras coisa sno forno para assar batata doce, abóbora e beterraba, que depois aguentam uns dias no frigorífico e que desenrascam sopas, saladas quentes, purés e outros acompanhamentos para os jantares da semana.
Assei diversas coisas uns dias antes de ir para a maternidade que congelei, e que tenho estado a usar desde que estou em casa, e confesso que ficam optimos para usar em purés, sopas e outras preparações e nem parecem que foram congelados.
Fica então a sugestão desta salada - que merecia um dia de sol de inverno - mas que mesmo num dia cinzento enche de cor o nosso prato!




Bom Apetite!

Red Velvet para o Dia de S. Valentim


Andava há imenso tempo para fazer um red velvet. Achei que o dia dos namorados era a desculpa perfeita para preparar o bolo. Claro que sendo o dia antes do dia dos namorados terça feira de carnaval, e tendo eu sempre por aqui alguém a passar para ver a Maria Benedita, achei que tinha o motivo ideal para fazer o bolo, até porque tinha várias bocas para o ajudarem a comer.
E assim foi. Enquanto fazia o almoço, nada melhor do que fazer também o bolo que cozeu no forno enquanto almoçamos. Depois foi só mesmo deixar arrefecer e preparar a cobertura... Entre o Zé e o António, e dar de comer à Benedita, estava a ver que nunca mais acabava o bolo! O que é certo é que assim que o terminei, mal deu tempo de tirar uma foto, porque num instante já estava meio comido! É o que dar terminar bolos com o pessoal à espera para uma fatia. E um dos motivos pelo qual raramente consigo grandes cenários para as minhas fotos! É fazer, e tirar duas ou três fotos rápidas, porque À sempre alguém à espera para comer..
Mas mesmo assim, aqui fica uma deliciosa sugestão para fazerem mais logo, como “Bolo do Namorados”, ou em outra qualquer ocasião. Vale a pena experimentar!



Ingredientes para o bolo:

100g de manteiga 
200g de açúcar
275g de farinha
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
2 colheres de chá de fermento em pó
1 colher de sopa de cacau
2 colheres de chá de vinagre (usei vinagre de vinho branco)
1 colher de sopa de corante vermelho em gel
2 ovos grandes
200ml de leite

Ingredientes para o recheio e cobertura:
200g de creme de coco
150g de açúcar em pó
150g de manteiga à temperatura ambiente
confeites a gosto

Preparação:

Comece por preparar o bolo. Numa taça coloque o açúcar e manteiga e bata com a batedeira elétrica até obter uma mistura cremosa e esbranquiçada. Junte depois os ovos, um a um, batendo entre cada adição. Junte depois o vinagre e o corante em gel e volte a misturar com a batedeira.
Misture depois numa outra taça a farinha com o fermento, o bicarbonato e o cacau. E noutro recipiente coloque o leite.
Adicione 1/3 da mistura de farinha à mistura de ovos e açúcar e bata com a batedeira. Junte depois metade do leite, mais 1/3 de farinha, a outra metade do leite e termine com a restante farinha. Bata com a varinha mágica até obter uma mistura homogénea.
Divida depois a mistura por duas formas de mola com 15cm de diametro, untadas e forradas com papel vegetal, e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 40 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer uns minutos antes de desenformar e deixar os bolos arrefecer sobre uma grelha.
Entretanto prepare o recheio e cobertura. Bata o creme de coco com o açúcar em pó e adicione a manteiga à temperatura ambiente, batendo com a batedeira até obter um creme fofo e leve. Coloque num saco de pasteleiro e leve ao frigorífico até usar.
Quando os bolos estiverem completamente arrefecidos corte com uma faca afiada de modo a aparar os bolos e ficar com dois discos direitos. Coloque um dos bolos no prato de servir e cubra com metade do creme cobertura. Coloque por cima o outro bolo e cubra com o restante creme alisando depois com a ajuda de uma espátula. Decore depois a gosto. 
Leve ao frigorífico até servir.

(Nota: Poderá fazer, em vez de um bolo, pequenos cupcakes, ou usando formas em forma de coração. Nesse caso use apenas a cobertura a gosto!)


Bom Apetite!

Coxas de Pato Assado com Laranja e Molho de Soja


Duas semanas de Maria Benedita. E estamos a aprender a viver a 5. Aos poucos já há métodos e rotinas que funcionam para nós. As manhãs ainda são um bocado desorganizadas, e ainda não fiquei sozinha com os 3, uma vez que o mais velho tem ido para o Jardim de Infância com o pai, mas só eu, o António e ela, tem funcionado bem e sem grandes alteração na nossa habitual rotina. As tardes já começam a ser pacíficas, e o final do dia, o jantar, a hora do banho e o deitar não teve grandes alterações ao que já fazíamos.
Muito ajudou chegar a casa e ter refeições semi preparadas ou mesmo prontas, e ter alguma organização e tentar implementar rotinas - ou não alterar muito as já existentes. E não querer nada perfeito, porque a perfeição não existe. Existem dias melhores e mais fáceis e dias piores, com mais birras e outras coisas do género. Mas estamos muito bem nesta aprendizagem de uma família de 5.
Quanto à cozinha... vai andando. A arca já está quase vazia das refeições que deixei adiantadas e semi preparadas, mas também me sinto cada vez mais à vontade em ir entrando na “culinária de todos os dias”, e tenho já cozinhado algumas coisas. Os miúdos continuam a pedir quase todos os dias panquecas e crepes e coisas do género e tenho testado e experimentado muitas receitas novas e diferentes.
E entretanto, para usar umas belas coxas de pato caseiro fiz um assado de domingo. Uma receita simples mas saborosa, que me trouxe também a rotina trivial dos assados ao domingo. Acredito que daqui a pouco tudo será novamente “o normal”.

Ingredientes para 4 pessoas:

2 coxas de pato (pato caseiro coxas enormes - cerca de 1kg)
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
1 laranja
2 colheres de sopa de molho de soja
12 batatinhas tipo primor

Preparação:

Coloque as coxas de pato inteiras num tabuleiro que vá ao forno e à mesa e tempere-as com sal, pimenta e a folha de louro. Regue com o sumo de laranja (pode colocar depois a laranja espremida no tabuleiro do pato) e o molho de soja. Leve ao forno previamente aquecido a 200ºC durante cerca de 2h, 2h30 até o pato estar cozinhado e pele bem tostada.
Entretanto lave bem as batatas e leve-as a cozer em água temperada de sal. Assim que estiverem macias retire-as do lume e corte-as ao meio juntando-as ao tabuleiro onde está o pato para que tostem ligeiramente - coloquei as batatas nos últimos 25 minutos de assar o pato.
Sirva depois o pato assado com as batatas e um esparregado de espinafres.


Bom Apetite!

Imprimir